ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

LADEIRA DA BARROQUINHA E SUA TRADICIONAL IGREJA

Iniciamos este trabalho transcrevendo o “tombo” da igreja da Barroquinha : (é um trabalho como que “oficial” de um determinado imóvel, por exemploJ)

“As terras para a construção da igreja foram doadas, em 1722, por Manuel Ribeiro Leitão, sendo as obras iniciadas neste mesmo ano. Com a ajuda da população, já no ano seguinte estava edificada a Capela da Confraria de Nossa Senhora da Barroquinha, nome herdado de “barroca” ou depressão, em referência ao sítio no qual se implanta. A igreja possuía dois pavimentos e sua planta se inscreve num retângulo com corredores laterais superpostos por tribunas, partido típico das igrejas matrizes e de irmandade do começo dos setecentos na Bahia. Alguns elementos arcaicos, contudo, eram identificados, como duas capelas simétricas próximas ao arco cruzeiro e abóbodas de berço em tijolo na nave e capela-mor. O segundo pavimento era constituído pelo coro e tribunas. , na composição, da Igreja de São Francisco. Em 1984, a igreja foi incendiada, desabando dias depois, restando hoje, apenas, sua fachada principal, paredes estruturais e abóboda da nave, executada em concreto em 1974”

Observações: O tombamento inclui todo o seu acervo, de acordo com a Resolução do Conselho Consultivo da SPHAN, de 13/08/85, referente ao Processo Administrativo nº 13/85/SPHAN. Um projeto de revitalização prevê seu uso como espaço cultural.


 Bem no centro de Salvador, digamos, ao lado da Praça Castro Alves, acha-se ainda a Igreja da Bartoquinha.

Barroquinha. Ainda?! Verdadeiramente não é mais uma igreja com suas funções normais, um padre dirigente até morando na mesma, missas pelos menos aos domingos como celebra a maioria da igrejas, etc. etc..

Hoje é um espaço cultural onde poderá ser realizado, por exemplo, um espetáculo de dança ou uma peça de teatro, um drama ou uma comédia. 


Espaço culural da Barroquinha

Não se pode considerar que ela foi construída para uma dessas atividades indistitamente. O foi para ser uma igreja como outra qualquer, coforme vemos acima na composição de seu acervo patrimonial. 
Poderá ser considerado que desde os seus primeiros anos foi voltada aos negros.

Hoje, até sua ladeira não é mais o que era.  Hoje, grande parte é constituida de degraus, por sinal balíssimos:






Comenta-se que o candoblé da Barroquinha funcionava dentro da própria igreja o que não é verdadeiro. Em verdade ele funcionava aos fundos da igreja ou como se diz comumente no terreno da própria igreja. Daí a confusão! Verdade que essa proximidade,quase íntima ,teria levados os componentes dois dois grupos a se "darem" em determinados momentos. como, por esemplo nas festss de cada grupo.

De acordo com pesquisadores, o Candomblé da Barroquinha deu origem a três outros terreiros: Casa Branca do Engenho Velho, Gantois e Ilê Axé Opô Afonjá. Atualmente não há nem vestígios do antigo Candomblé da Barroquinha, ainda assim ele é um exemplo de resistência da religião africana.

A igreja de Nossa Senhora da Baroquinha foi erguida em 1726. Como se pode deduzir, seu nome deriva de barroca, uma referência à baixada aonde foi consruida. Em 1764 passou a sediar a Irmandade do Senhor Bom Jesus dos Martírios, O templo também foi usado pela Irmandade de Nossa Senhorda da Boa Morte, uma tradicional irmandade negra.









Nenhum comentário:

Postar um comentário