ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

domingo, 27 de março de 2016

CANOAS A VELA TRANSPORTAVAM PESSOAS ENTRE PLATAFORMA E RIBEIRA

Antigamente, mais ou menos ente 1940 e 1950, o transporte de pessoas entre Plataforma e Ribeira era feito através grandes canoas à vela. Quem morava em Plataforma usava quase que exclusivamente esse meio de transporte.



Estranhamente não há nenhum registro desse sistema de transporte, inclusive na internet, que geralmente aborda a grande maioria dos fatos e não se diga que não era importante. Era! Milhares de pessoas, dia e noite, usavam-no.

Infelizmente, o sistema foi proibido pela Prefeitura após um naufrágio de um dessa canoas, justamente num segunda-feira Gorda da Ribeira, quando o povo em terra se divertia atrás de blocos  puxados por instrumentos de percussão (ainda não havia sido inventado o Trio Elétrico).

Após um bom período de entendimentos entre os proprietários dessas canoas e a Prefeitura, resolveram voltar ao sistema, contudo, em vez de velas as canoas usariam motor de popa, sistema que durou até o ano de 2014, mais precisamente no dia 14 de setembro desse ano.


Já que estamos num momento de correções, vale a pena fazer uma correção urgente sobre o significado do nome Plataforma. Diz a Internet que se tratava de uma balsa (uma plataforma) que transportava passageiros entre as duas localidades.

Em verdade, nunca existiu essa balsa, a não ser que tenha sido no século XIX ou até antes. Não há registro. Por outro lado,  da Ribeira ou Penha, não há sinais de que em qualquer lugar tenha havido uma plataforma.

Aprofundando um pouco mais a questão os dicionários da vida referem-se a |"plataforma" à Plataforma como sendo uma área plana e elevada o que não é, evidentemente "Plataforma", elevada mas não plana.


\Plataforma e uma bala abaixo.





Nenhum comentário:

Postar um comentário