ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

INEMA: A PRAIA DOS PRESIDENTES

A Presidente está na Bahia para descanso e mais uma vez na Praia de Inema, no subúrbio ferroviário de Salvador. 

Nessa praia já estiveram os presidentes Fernando Henrique Cardoso e Lula, bem como a própria Dilma em outra oportunidade.

Por essa razão, já está sendo chamada de “Praia dos Presidentes”.

Deve ser uma praia maravilhosa? Sem dúvida que é, afora as circunstâncias naturais de segurança. Nas proximidades funciona a Base Naval de Aratu, pertencente à Marinha do Brasil.

Este blog já teve a oportunidade de editar uma postagem sobre a mesma em 2 de novembro de 2010 e agora seleciona alguns informes, atendendo ao aumento da curiosidade do público em razão das últimas eleições.

Primeiramente, destaca a localização dessa praia no contexto da Baia de Todos os Santos. Fica ao fundo da mesma. Vejam as fotos aéreas pelo sistema Google Earth:




Logo após vejamos o significado de INEMA em tupi-guarani: “água apodrecida”, nada condizente com a sua importância e fama.

É que os índios ao seu tempo denominavam os acidentes geográficos conforme suas características e uma das características dessa praia é possuir uma água misturada com calcário em suspensão que a torna turva.

Aliás, uma das razões da instalação no local, anos atrás, de uma fábrica de cimento (CIMENTO ARATU) foi a grande quantidade desse mineral em toda esta região, principalmente o Conquífero formado pela acumulação de conchas.

Antiga Fábrica de Cimento Aratu 

Ante a surpresa que nos assaltou, fomos pesquisar nomes parecidos com Inema e o mais próximo encontrado foi IPANEMA, famosa praia carioca. Seu significado é bem aproximado ao de Inema: água suja.


Praia de Ipanema
Excluindo os extraordinários morros do Rio de Janeiro, a Paia de Inema é muito mais bonita. Vejam:
Enseada de Inema (Incluem-se a Praia do Tubarão e a Praia de Inema).
Extraordinária praia de Inema


Vista do mar

terça-feira, 28 de outubro de 2014

DOIS BRASÍS

Desde que Salvador deixou de ser a capital do Brasil no século XVII em prol do Rio de Janeiro, a importância do nordeste e norte do Brasil, despencou aos olhos de todos.

Nas últimas eleições aconteceu algo tanto curioso quanto esclarecedor:  O Brasil ficou dividido entre os estados que apoiaram Dilma e aqueles que não a apoiaram, ou seja, os do norte-nordeste ficaram com a Presidente e os estados do sul, votaram no Aécio Neves.

Não fosse as exceções de Minas Gerais e Rio de janeiro no sul e Acre no Norte e, graficamente, a divisão seria perfeita. Isto causou perplexidade até no exterior.


Embora se queira negar esta divisão, principalmente por parte das forças vencedoras,  a verdade é que, efetivamente, há uma separação, não somente política, quanto principalmente econômica.

Isto vem acontecendo desde o século XVII quando a Bahia deixou de ser a capital do Brasil em prol do Rio de Janeiro, como já se disse.

A partir de então, o Brasil evoluiu fortemente no sul enquanto por aqui houve um decréscimo de poder realmente extraordinário e aí se entenda poder político e econômico.

Hoje, efetivamente, queiram ou não, existem dois “Brasís”: um extraordinariamente desenvolvido em todos os aspectos e outro parado no tempo.

Não se queira dizer, entretanto, que possa haver uma caminhada em direção a uma divisão efetiva, ou seja, a formação de dois Países. Longe disso. As coisas como estão já não são boas para o norte e nordeste, este separado e autônomo vai levar outros 400 ou 500 anos para alcançar um nível respeitável. Diríamos ainda, não teria nem condições de se sustentar Por outro lado, não é nada interessante para o sul a perda de um "mercado" imenso para os produtos de sua fabricação, maior do que de muitos países. 

Evidentemente, contudo, esta situação não pode e não deve continuar. A Presidente eleita precisa colocar na sua agenda a necessidade urgente de uma mudança dessa situação, não com Bolsa Família que, enquanto ajuda de um lado aos mais necessitados, prejudica como um todo cada Estado dessa região. Estaria havendo como que uma acomodação. O Bolsa Família já basta. Já se está dando demais.

Obras como a transposição do Rio São Francisco, melhoria das estradas que cortam a região, modernização dos portos, construção de escolas e hospitais, precisam ter prioridade nesse novo governo, a não ser que se pense que a situação continuando como está, vai manter o partido da Presidente no poder.


É agora que o Brasil vai saber com quem está tratando. De uma grande líder ou de apenas uma base, um poste, uma ponte,  para eleição de seu sucessor.    

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O PALITO DE NOVA YORK

O gabarito de uma cidade é algo deveras importante em muitos aspectos, inclusive financeiro. Já pensou uma pessoa proprietária de um terreno na Avenida Oceânica em Salvador ou mesmo uma casa de dois ou três andares, não poder subir com um prédio de 10 a 15 andares e ficar rico? Aliás, riquíssimo. É duro, mas é a realidade. Não se pode construir nada acima da altura de cerca de 10 metros.

A principal alegação dos poderes públicos: prédios altos nessa importante parte de nossa orla farão sombra sobre a Praia do Farol. Não pode e não deve. Mais do que justo, pelo bem coletivo.

Mas esse mesmo proprietário quando olha para a esquerda onde se encontra o Edifício Oceania deverá comentar indignado:  e então, porquê deixaram construir o Edifício Oceania? Tem oito andares só de apartamentos e mais uma parte inferior destinada a eventos, etc. etc.. No final, tudo corresponde a uma altura de um prédio de pelo menos 12 andares.  E ele deve fazer sombra naquela pontinha da praia junto ao morro e na melhor hora de sol para a saúde.  Tem que fazer!

Não sabe esse proprietário e agora fica sabendo que houve um “artifício” digamos assim, quando da construção desse extraordinário prédio. Apresentaram o projeto à Prefeitura como sendo um edifício que seria erguido na Rua Marquês de Leão, 36, esquina com a Avenida Oceânica.

Só que os encarregados no assunto da Prefeitura não perceberam, ou não atentaram, que a lateral esquerda do referido prédio tomava cerca de 50 a 70 metros da Av. Oceânica.

Mas isto não deveria acontecer, é ilegal, dirão muitos. Mas aconteceu e hoje o prédio é tombado. Não se pode bulir nele e nem se deve. Já faz parte do grande cenário do qual faz parte, junto com o Farol da Barra.

Mas essa exceção não deveria provocar uma alteração do gabarito dos demais prédios ao seu lado, inclusive o Ed. Portela, que mais parece um anexo do grande edifício?
Há de se reparar também o recuo do referido prédio com vista ao aumento da largura da grande avenida. No caso do Oceania ele avança sobre o espaço do recuo.


Sem dúvida que é discutível. Muito discutível.

Guardadas as devidas proporções, está acontecendo em Nova York algo muito significativo de relação a essa questão de gabarito.  A cidade tinha um determinado padrão de altura (o gabarito não deixa de ser um padrão). Uns ligeiramente mais altos que outros, mas nada de excesso. O conjunto era até harmonioso.

Estão construindo um prédio de 468 metros de altura que deixa a “cidade” lá em baixo. Virou tudo prédios anões, de certa maneira, que nem o Portela. 


432 Park Avenue

E acrescente-se que o edifício tem um aspecto um tanto quanto simplório e tanto é verdade que já está sendo chamado de "Palito" - TOOTHPICK.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

O DEBATE DA TV- O ESCÂNDALO DA PETROBRÁS

Não há quem possa resistir ao clima que envolve esta campanha pela Presidência da República do Brasil.Os debates se sucedem na televisão e não se pode deixar de vê-los. Um blog como este, dedicado a história da cidade em tese, deveria ficar de fora, mas não se consegue conter a vontade de opinar à respeito. Seria considerado até uma omissão ao que se passa no País.O País está pegando fogo e não se pega nem um balde d'água para tentar pagar o incêndio. Não faz meu feitio, muito pelo contrário: se tiver uma mangueira por perto vou dirigi-la sobre o centro desse incêndio.

Porquê pegando fogo? Pela simples razão de que estamos vivendo um momento calamitoso de nossa história. Jamais se viu, em todos os tempos, nessa república, tanta corrupção envolvendo um governo, o principal partido que apoia o governo e as pessoas que estão à frente das empresas que trabalham com o governo ou para o governo. Estamos num momento de degradação.

Vamos iniciar nossa análise pelo governo passado do Presidente Lula. Seus principais ascessores ou asclecas  estão na cadeia. O chefe do Gabinete Civil, o mais importante cargo após a presidência, está cumprindo pena; o presidente do PT, partido do Presidente Lula e de Dilma Rousself, está também na cadeia; seu tesoureiro também. O coordenador do mensalão, Marco Aurélio, cumpre pena de 40 anos.

Gente, isto é algo muito sério. Nunca se viu nada igual anteriormente. Quem ainda não parou para pensar seriamente nessa situação, aconselha-se que pense nem que seja um pouco. É a desmoralização mais do que completa.É o caos. No exterior, o Brasil está sendo motivo de chacota.

Mas Lula não tem nada a haver com isto, desde que ele disse que não sabia de nada. Soubesse ou não, ele é o responsável pelas ações do seu governo. Se não for assim, vira uma "M".

"M" mesmo foi o caso da compra da refinaria de Pasadena nos Estados Unidos. Muitos pensam que foi no governo de Dilma. Não foi! Foi no de Lula, mas a atual Presidente tem culpa  no cartório, porque ela era Presidente do Conselho da Petrobrás (Minas e Energia) e por ela passou o contrato de compra e venda e ela alegou que não foi alertada sobre os valores.

Que dirigente é esta que assina sem saber o que está assinando? Que diretores são esses que não a alertaram das principais cláusulas? É coisa de maluco! Mas tem  uma razão para terem ficado calados; todos tinham interesse na conclusão da compra poque todos ganharam uma propina na negociação e que propina? Isso foi dito pelo diretor da Petrobrás Paulo Roberto de público à Justiça do Paraná.

E o que disse Dilma sobre a denúncia. Condenou-a? Não! Apenas lamentou que a Justiça do Paraná tenha divulgado os depoimentos do diretor (que diretor?!) Da mesma forma, ela deve está torcendo para que os depoimentos desse diretor no processo da delação premiada só sejam divulgados após as eleições. E assim será. Temos visto a Policia Federal sair por ai prendendo muita gente apenas para averiguações. No caso, não! Está devidamente apoiada nas leis. Mas, não deveria. A prisão dos políticos envolvidos, ajudariam numa delação premiada mais consistente, como deve ser.

Nesse ponto, já entramos no governo Dilma e como entramos.De cara na corrupção da Petrobrás. Ela teve participação direta. Ela dirigia a Petrobrás através seu Ministério e seu cargo. Como pode uma empresa como esta sendo "assaltada" desse jeito.

Vamos prosseguir. Vale a pena relembrar sua fala na abertura dos trabalhos da ONU este ano. O Brasil, por tradição, é o primeiro a falar. E ela falou o que não devia. Foi a favor de um "diálogo" com os extremistas islâmicos. Meu Deus! Os Estados Unidos estão à frente desse problema, porque tiveram dois ou três jornalistas decapitados em frente à televisão pelos caras. Então. Ai o Presidente Obama  deveria ir"conversar" com os caras (segundo Dilma)..

Obama não disse nada de relação à fala de sua colega do Brasil, mas deveria ter dito algo assim: "já que a senhora é a favor de um diálogo, estou sugerindo a ONU que a senhora seja indicada a fazer esse diálogo. Dou todos os poderes."

Ela ia nada! Ela bem sabe que se fosse seria também decapitada em frente a TV. Ela sabe como são os guerrilheiros. Foi um deles e um dos mais violentos. Era líder. Ia na frente da tropa com a metralhadora em punho. Era uma fera, uma heroína, era temida. Seu retrato ainda jovem está enfeitando as convenções do seu partido. Uma graça! Deveria conter um fundo vermelho e metralhadoras compondo o cenário. Ficaria mais autêntico.

E é cara de pau. Teve a coragem de dizer no debate que o Bolsa Família não foi uma criação de Fernando Henrique. Foi de Lula. Também teve a coragem de dizer que o Plano Real não baixou a inflação de 900% para 6 ou 7% Foi Lula que conseguiu este patamar. Em plena TV com milhões de brasileiros assistindo ao debate. Foi demais. Existe vídeos na internet onde ela elogia e muito o Presidente FHC e agora nega suas realizações. Falta consistência. Muda do vinho para a água.

E a fala da Presidente. Foi até surpreendente. Dizem que tinha um ponto eletrônico em um dos ouvidos. Publicaram fotos. Pode ter sido uma montagem, mas ao se ter notícia que a mesma suspeita aconteceu na entrevista à Globo dias atrás, com foto e tudo, a coisa começa a ganhar mais realidade. Mas teve uma hora que ela se atrapalhou toda. Aécio teve que dizer: "segundo pude entender do que a senhora falou, respondo-lhe,,,,,,,

Ainda de relação a "fala da Presidente"; o seu DILMÊS - chega a assustar. Ela troca "alhos por bugalhos". Não se compreende como uma pessoa no nível dela pode falar tão mal. Será que fez mesmo o vestibular daquele tempo em que ela diz que se formou em Economia. Era puxado! Com esse português não deve ter passado. Aliás, recentemente ela própria disse que interrompeu determinado curso para assumir um cargo no governo. Faltavam ainda três anos.

Mas ela tem até sorte. No debate encontrou do outro lado uma pessoa educada, um gentleman. Aliviou a barra. Foi até beijá-la ao fim do debate. Ela ficou atônita. Deveria encarar uma pessoa como, por exemplo, o deputado Bosanaro. Aí ela veria quantos paus se faz uma canoa. Seria um arrasa quarteirão, como se diz.

O Lula também foi beneficiado com esse beneplácito de seus opositores, especialmenteo Serra. Perdeu a eleição no debate. Alegou que era um homem educado e não ia baixar o nível como seu adversário fez.

Lembram-se de Collor? No último debate trouxe uma mulher que se dizia filha ou mulher de Lula  fora do casamento. O Brasil mudou o voto. Collor venceu.

Esperamos que agora, mesmo sem falar das "auxiliares" que Dilma teve, fazedoras de dossiers falsos e outras mumunhas, Aécio vença essa eleições porque o Brasil está cansado de tanta sujeira. É demais!

Esse pessoal não merece está no poder. Deveriam ter sido cassados. Se tivessem cassado Lula, não teria existido Dilam. Não é verdade? Por muito menos, Collor teve seu mandato interrompido. Fez uma fonte na Casa da Dinda e teve uma envolvência com um carro de 50 mil reais.

Já esses dois deram um prejuízo ao País de algo em torno de 300 bilhões de dólares. A Petrobrás era uma empresa que valia no mercado cerca de 470 bilhões; hoje vale apenas 20 bilhões. Isso é que rombo! Disse "rombo" e não "roubo". Só o caso de Pasadena deixa Collor quase como um injustiçado. O pessoal de Alagoas sabe disso. Acaba de re-elegê-lo senador da República. 

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

OBELISCOS E FARÓIS

Foto antiga do Farol da Barra e o Obelisco então existente no princípio da Av. Oceânica

A foto acima é absolutamente singular em muitos aspectos. No primeiro plano mostra-nos o belíssimo obelisco então existente no principio da Avenida Oceânica na Barra. Obelisco?! Sim. Devido as suas dimensões e seu posicionamento na avenida, pode sim ser considerado um obelisco. Não se pode considerar como sendo apenas uma grande “luminária”. Tem uma representação muito acima disso.

Av. Oceânica - Ainda não existia o Ed. Oceania que foi construído em 1942


Obelisco

Outra singularidade apresentada nessa foto é a balaustrada em frente ao forte. Hoje ela não existe. Não se pode afirmar que não combina com o ambiente.  Dá até uma certa singularidade. A entrada a esquerda do monte ainda não existia, consequentemente o espaço hoje existente desse lado, não existia.

A terceira singularidade diz respeito à torre do Farol. Todo branco. Hoje ele é pintado de preto e branco. Seria uma tendência mundial? Parece que não. As cores preferidas dos faróis pelo mundo são vermelho e branco.  Parecem mais alegres Vejamos alguns exemplos:

Farol do Canal de Beagle

Farol de Gibraltar

Farol de Hanzghur na China
Farol de Westerheversand
Farol do Pargo na Ilha de Madeira

Por fim, até nosso farol de Itapuã é pintado de vermelho e branco:

Farol de Itapuã

Após a publicação dessa postagem, recebemos do Dr. Sérgio Netto, grande geólogo e homem do mar (é um grande iatista) uma observação de relação às cores dos faróis. Existe uma razão técnica de visibilidade. As cores mais visíveis são o vermelho junto com o branco, como está pintado o nosso Farol de Itapuã. E porquê o Farol da Barra não usa as mesmas cores? É preto e branco. Anteriormente era só branco. Aliás, o branco é o que proporciona mais visibilidade.