ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sábado, 1 de novembro de 2014

A CRISE DE ÁGUA EM SÃO PAULO

A crise de água em São Paulo é mais séria do que se possa imaginar. Não se imaginava que pudesse acontecer! Afinal de contas, em São Paulo chove muito. Chuvas intermináveis, volumosas, a capital dos raios em todo o mundo, essas coisas. 

Sistema Cantareira - Limite 0

 A população está ameaçada de ficar sem o precioso líquido. Muitas indústrias terão que fechar as portas. A maioria depende de água. O turismo também será prejudicado. Os hotéis tendem a ficar sem água. São Paulo como um todo, tende a parar. Será o caos.

Ai, a nossa presidente sendo inquirida numa entrevista na TV deixou bem claro que o Governo Federal não tem nada a haver com o problema: “A questão da água é dos governos estaduais”, afirmou.

Jogou a bola para o outro lado de uma forma um tanto quanto irresponsável, desde que com fins e propósitos exclusivamente políticos. Havia perdido as eleições em São Paulo.


Mas a senhora presidente está redondamente enganada. Primeiramente, porque se São Paulo parar, para o Brasil. Por outro lado, ela desconhece o que seja a ANA (Agência Nacional de Águas). Foi criada pela Lei 9.984/2000 e regulamentada pelo decreto 3.692/2000 e é responsável pela implementação da gestão dos recursos hídricos brasileiros. Tem como missão regulamentar o uso das águas, dos rios e lagos de domínio da União e implementar o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos, garantindo o seu uso sustentável, evitando a poluição e o desperdício e assegurando água de boa qualidade em quantidade suficiente para a atual e as futuras gerações.

Estamos ferrados!

Nenhum comentário:

Postar um comentário