ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

A ORIGEM DO PELOURINHO

Não deixa de ser curioso e até lamentável que o mais famoso “pelourinho” do Brasil, quiçá do mundo, consolidado como patrimônio da Humanidade pela Unesco desde 1985, não tenha preservado a coluna de pedra onde os criminosos eram expostos e castigados.

Sim! A palavra “pelourinho” se refere a uma coluna de pedra localizada geralmente ao centro de uma praça, onde criminosos e escravos eram expostos e castigados. 


Diz-se que o pelourinho de Salvador foi instalado no século 16, no limiar da construção da cidade na Praça Municipal, atual Praça Tomé de Souza. (Havia uma tendência de copiar as coisas de Portugal, onde os pelourinhos eram muito comuns). 


Pelourinho de Vila Real - Portugal


Pelourinho de Vila D'Ouro - Portugal

Posteriormente foi transferido para o Terreiro de Jesus. Ai os jesuítas não suportando os gritos dos torturados, providenciaram sua transferência para as Portas de São Bento. Depois, em 1807 foi deslocado para as Portas do Carmo e mais adiante para um largo acima da igreja do Rosário. Corria o ano de 1829. Por fim, em 1825  a Câmara Municipal resolveu destruí-lo. Infelizmente, não ficou registro de seu formato. Este blog registra com reserva que o referido pode ter sido o que se verá adiante entre grades.


 Uma suspeita

A seguir alguns pelourinhos ainda existentes no Brasil:

Pelourinho de Alcantara

Pelourinho de Ouro Preto
Pelourinho de Mariana

Todos belos. Será que o nosso também era assim? Acreditamos que não. Porquê? Os caras não teriam coragem de destruir tanta beleza, apesar dos horrores que ele simbolizava. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário