ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 4 de março de 2014

CARNAVAL DE CLUBE E DE CAMAROTE - UMA CERTA SEMELHANÇA

Dois anos atrás escrevemos que o Carnaval baiano está passando por uma transformação digna de nota. Está parecendo o Carnaval de antigamente quando os foliões após brincarem na rua, iam para os clubes e lá encerravam a noite.

Carnaval de clube

Referimo-nos aos camarotes que se multiplicam a cada ano. A avenida está cheia deles.

Mas os camarotes têm uma categoria que os clubes não tinham. Verdade! Mas não estamos nos referindo ao conforto de uns e de outros. Estamos focalizando ao hábito, ao costume, a seqüencia da “brincadeira que é o Carnaval.

Anteriormente, o folião ia para a avenida por volta das 9 horas da manhã; brincava até as 14 ou 15 horas. Almoçava em casa e dormia até as 19 horas. Em seguida,  colocava a fantasia e ia para o clube onde ficava até às 4 horas da manhã seguinte.

Hoje, o folião dorme a manhã toda. Almoça e vai para a avenida entre 14 e 15 horas. Procura o seu bloco; sai com ele e ao final do percurso se dirige para um camarote e lá fica até as 4 horas da manhã seguinte.
Como se nota, há grande semelhança de comportamento entre um e outro.


Camarotes

Nesse contexto há uma grande ironia: se o Carnaval de rua deu fim ao Carnaval de clube entre quatro paredes, dando fim a um processo, esse mesmo “Carnaval de rua” está ressuscitando antigos hábitos de brincar inicialmente na rua e depois se recolher num camarote até 4 ou 5 horas da manhã seguinte.

Rigorosamente, os dois sistemas são bem parecidos. É praticamente a mesma sequência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário