ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

NOVO CAIS DA BAHIA MARINA - A OBRA TERIA SIDO EMBARGADA?


É inusitada a foto acima. Está se fazendo um novo cais ao lado da praia da Preguiça, cais este projetado a partir de um antigo trapiche que existe ao lado. Nesse trapiche funciona hoje um restaurante famoso – Amado-  o qual, por circunstâncias que se desconhece, permitiu o inicio do referido cais como que saindo de suas paredes.

O referido cais vai aumentar a capacidade da marina em mais 200 lanchas, contudo, há um senão nessa expansão: está prejudicando  o resto de praia que ainda existe no local.

Olhando a foto acima, sente-se que a pequena praia ficou como que sufocada, comprimida entre dois paredões: ao seu lado esquerdo, o velho trapiche; e a sua direita, o paredão de um estacionamento suspenso da referida marina.

Quando as obras tiveram inicio, o avanço das mesmas foi frenético. Em poucos dias o cais avançou mar à dentro  com uma velocidade fora do comum. Parece que temiam qualquer medida suspensiva por parte do governo ou de quem quer seja.

É! Parece que foi isso que ocorreu. A construção parou no meio do caminho, mas como acontece com a maioria desses processos, praticamente o faltoso é penalizado apenas com a suspensão (embargo) da obra, isto é, não se obriga a refazer o local deixando-o como era, desde que, geralmente há os recursos impetrados na Justiça 
.
Aliás, foi assim que aconteceu quando da construção da própria Bahia Marina. Houve diversos embargos, mas ao final conseguiram o Alvará de Funcionamento.

Nesse sentido, o vereador Hilton Coelho (PSOL) encaminhou representação ao Ministério Público na Bahia cobrando providências contra essa obra. Segundo ele, a a obra implica o aterramento de parte da Baía de Todos os Santos por meio de concreto e pedras, interferindo  no eco-sistema da região o que pode causar danos irreparáveis ao mesmo. Segundo o vereador, as obras tiveram inicio no período pre-carnavalesco quando a cidade estava mobilizada na sua preparação. Em outras palavras, na surdina, possivelmente até à noite quando a cidade dormia.



A foto acima dá uma melhor ideia do que está acontecendo.à esquerda a prainha que está sendo sacrificada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário