ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

LAPINHA - O PRESÉPIO DE SALVADOR

Apenas um corredor separa a Soledade da Lapinha, e não se nota no mesmo os velhos e enormes casarões localizados naquela ladeira: apenas casas de um só andar ou construções dos tempos atuais.

Isso denota que  o local era pouco habitado no principio do século passado e quando o era tratava-se de casas de pessoas de poucas posses, desde que os “barões” e donos de escravos geralmente moravam  em grandes imóveis. 

Rigorosamente, este acesso era praticamente um caminho, possivelmente pouco usado em meio a uma mata fechada.
Então como se explica de que forma a igreja da Lapinha datada de 1791 recebeu o material para a sua construção?

Em verdade, só tem uma explicação: pela Ladeira da Lapinha que desemboca na hoje Avenida Jequitaia. Naquele tempo, entretanto, o local era uma enseada, desde que o mar chegava nos costados do morro. Ali aportavam os saveiros que abasteciam essa parte da cidade.

Certamente por ai as pessoas que moravam na Lapinha subiam e desciam por essa ladeira.

Corredor da Lapinha - Antes era um caminho penoso



A ladeira desembocando na Jequitaia
Antigo forte da Jequitaia na Enseada da Jequitaia


Largo de hoje

Largo antigamente

Largo visto do alto

Pavilhão do Caboclo e da Cabocla


A bela Igreja
Interior 
A igreja vista da Cidade Baixa

O Dia de Reis - 6 de dezembro é comemorado no Largo da Lapinha. Dezenas de ternos desfilam em seu espaço:

Terno de Reis

As grandes festas de 2 de Julho, Independência da Bahia, começam na Lapinha de onde saem os carros da Cabocla e do Caboclo:


A grande festa da Bahia

As tropas libertadoras da Bahia passaram pela Lapinha. Dai a razão do busto do Gal. Labatu no local:

Gal Labatut

-Por fim, o que significa Lapinha? 

- Não poderia ser outra senão PRESÉPIO

Nenhum comentário:

Postar um comentário