ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

BANHO DE ÁGUA PERFUMADA E PIPOCA NA LAVAGEM DO BONFIM – DETALHE 6


Uma das marcas da Lavagem do Bonfim, se não a maior, é a presença das “baianas” no grande cortejo. Vestidas de branco, esvoaçantes, belíssimas, vindas dos candomblés de toda a Bahia, todas elas carregam um vazo de barro com água perfumada e flores, geralmente brancas. São destinadas à lavagem dos degraus da Igreja do Bonfim. Verdade que uma lavagem simbólica, mas com um teor muito maior do que se pode pensar. Em verdade as diversas proibições que a Igreja Católica fez e faz contra a Lavagem do Bonfim, tem muito a haver com o sincretismo religioso que se vê na lavagem, ou seja, uma fusão de preceitos Católicos e Ubandistas.



Baianas levando seus potes com água pergumada e flores
Mas, não adianta. Faz parte da tradição dessa terra; está nas suas raízes e numa festa como esta, ela se manifesta com muita força.
Tem destaque as vestimentas das baianas, caprichosamente de branco, muitas com colares e pulseiras de ouro e prata. Nos ombros carregam um pote de barro com água perfumada e flores brancas emergindo de seu interior. Simples água? Não, água preparada nos terreiros 7 dias antes da festa. O perfume vem de folhas e ervas cheirosas, como laranjeira, manjericão, macaçá e alfazema preparadas em água de levante. A mistura fica em repouso em uma sala sagrada de culto para a materialização da força do orixá até o dia da festa. Além desta água ser usada para lavar os degraus da igreja, é usada também para ungir pelo caminho os participantes da festa que buscam proteção espiritual.
 LEVANTE

FLOR DE LARANJEIRA

MAÇAPÁ


De relação ao banho de pipocas que muitos tomam, destina-se para pedir ou agradecer coisas boas ao santo protetor e também para “limpar o corpo” de olho-gordo e de todo tipo de problema.

Pipocas

Nenhum comentário:

Postar um comentário