ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 1 de maio de 2012

SUGESTÕES AO NOVO PREFEITO – 5ª PARTE - UMA QUESTÃO GRAMATICAL

É sabido que antes de "F" não se coloca "M" e sim "N", mas como se explica que no Largo de Roma existe uma placa da Prefeitura indicando Bomfim com M? A foto não nos deixa mentir. Existem outras na área da mesma forma. Tem uma no Bugari e mais duas bem próximas da Colina, no final da Avenida Dendezeiros do Bonfim e no final da Rua da Imperatriz, quase esquina com a Baixa do Bonfim. É evidente que a Prefeitura precisa corrigir o erro. É uma de nossas sugestões ao novo Prefeito.

Mas, antes que o faça talvez ele precise consultar a história que é bem interessante. Diz-se que a imagem veio de Portugal, mais precisamente de Setubal, trazida pelo militar Teodósio Rodrigues de Farias, nascido lá. Era um setubalense devoto. Como surgiu o nome Bomfim lá em Portugal? Diz-se que a imagem foi encontrada próxima a Setubal (sempre a imagem foi “encontrada” e não “feita”). A partir do seu descobrimento, procurou-se dar a mesma um “bom fim”. Ficou sendo Senhor Bom Jesus do Bomfim. Pode ser também o bom fim de todas as coisas, o bom fim da vida ou o bom fim da morte. Que tudo tenha um bom fim, este é o nosso desejo, poderíamos dizer para alguém que persegue um objetivo ou tenta a solução de um problema. (REF: CARVALHO FILHO – 1932).

Não foi por outra razão que o militar Teodósio Rodrigues de Farias que tinha uma patente alta na hierarquia das forças armadas portuguesas, portanto um homem com algum conhecimento das coisas, possivelmente de gramática, ao registrar a Irmandade dos Devotos do Senhor do Bomfim, o fez acertadamente com M. Ele era um setubalense dos mais devotos e o fez com todas as letras. E agora senhor novo Prefeito? Vai obedecer a história ou à gramática?

Nenhum comentário:

Postar um comentário