ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

PRINCIPIO DA VERDADE REAL

Este blog foi criado para historiar a Cidade de Salvador – partes alta e baixa. Tudo bem! Contudo, não poderia ele, blog, ficar alheio ao que se passa no País. Seria uma alienação!
Por exemplo, todo o Brasil acompanhou o julgamento do cara que matou uma menina de 15 anos, indefesa, após submetê-la a um cárcere privado de mais de 100 horas. Um monstro!
Pessoas como esta, não deveriam ter nem advogado de defesa, mas o Direito Penal obriga que se tenha. E, como tal, apareceu uma determinada criatura de cabelos esvoaçantes, negros que nem a noite mais escura, para defender o dito cujo.

Sobre ela, nos programas de TV, o desempenho da advogada está sendo avaliado com a mesma sem cerimônia que julgam lances polêmicos de uma partida de futebol.

Num desses, disseram que “a advogada está em busca de seus 15 minutos de fama.” Outro afirma que, “se fosse colocada num paredão do BBB”, seria eliminada com larga margem de voto”, e por ai vai.

No Carnaval que começa hoje, as indústrias de artigos carnavalescos já fizeram uma peruca parecida com seus longos cabelos, que será vendida aos “caretas”. O que vai ter de careta vestido de toga e essa peruca, não se poderá contar. Estará se igualando a barriga (bola) de outra figura desses dias hilariantes pelos quais estamos passando.

Pelas barbas do profeta, o que leva a uma mulher simular uma gravidez? A mesma indagação se faria de relação a essa advogada. O que a levou a defender esse individuo? Seriam mesmo os 15 minutos de fama? Nem tanto, a moça até que é brilhante. Se perdeu quando, dirigindo-se à juiza do processo, pediu acintosamente que ela voltasse a estudar, desde que desconhecia o Princíoio da Verdade Real. Não era para tanto. Afinal de contas é preciso respeitar o "principio da autoridade" senão tudo vira uma bagunça. Era preferível que ela própria explicasse a citação: "Explico a senhora o que é a Lei do Principio da Verdade Real। é aquela que revela os fatos como eles realmente são e não como se presume ser. Ficaria mais consentâneo com a sua posição e a da juíza। Seria mais educado. Mas não, preferiu o caminho tortuoso da ofensa que não leva a nada.

Quanto a conhecer e desconhecer uma regra, até mesmo Rui Barbosa, quando ia a Haia. levava seus acessores que se sentavam atrás. Ante qualquer dúvida, ou ele se inclinava para trás para ouvir melhor, ou um dos acessores cochichava no seu ouvido, inclinando-se para ele.

Pior do que não saber sobre o principio da verdade real, é desconhecer a alma e o instinto humanos, ou seja, em verdade, a advogada de cabelos negros que nem a noite mais escura, prestou um deserviço ao seu cliente, quando ofendendo a juiza, tornou mais pesada a sua mão na hora da sentença- tacou-lhe 98 anos. Não que o fato em si tenha sido preponderante, mas que ajudou, não temos a menor dúvida.
E no País do Carnaval vale até penas negras que nam os cabelos pretos de uma pessoa que não pensou no que disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário