ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

sábado, 19 de novembro de 2011

ESTÁDIO DA FONTE NOVA OU ARENA FONTE NOVA?

A antiga Fonte Nova chamava-se oficialmente Estádio Octávio Mangabeira. Isto mesmo, Octávio com “c”, conforme a ortografia da época, ou seja, 28 de janeiro de 1951, quando foi inaugurado.

Àquela época, os estádios e outros equipamentos esportivos, levavam o nome do governador que ordenava a sua construção. Na Fonte Nova tivemos três exemplos: o próprio Estádio Octávio Mangabeira, o Ginásio de Esportes Antônio Balbino e a piscina Juracy Magalhães.
 
Em outros estados aconteceu a mesma coisa. O Maracanã no Rio de Janeiro chama-se Estádio Mario Filho; o Morumbi em São Paulo chama-se Estádio Cícero Pompeu de Toledo e o Mineirão em Minas Gerais, Estádio Governador Magalhães Pinto. E por ai vai por todo o Brasil.
 
Uma das raríssimas exceções e tinha que ser com ele, é o Estádio Rei Pelé em Maceió, mas mesmo assim, tem gente que insiste em chamá-lo O Trapichão. Um nome horrível!Menos mal do que levasse o nome de um governante alagoano. Aí seria terrível! Mas porquê Trapichão? Porque localizado no bairro chamado Trapiche da Barra, aí sim uma denominação mais suave e tradicional. Estádio Trapiche da Barra.
E como é o critério denominativo das praças de esportes de outros países? Tem também o nome de reis, presidentes e políticos ou lá a coisa é diferente?

É diferente! Vamos começar com dois estádios famosos porque os seus donos são dois dos maiores clubes do mundo: o Barcelona e o Real Madrid.

O estádio do Barça chama-se “Camp Nou” . Significa em catalão – Campo Novo – Seu nome oficial é Estadio Futbol Clube Barcelona.

Já o estádio do Real Madrid, chama-se Santiago Bernabeu.

Será que Santiago Bernabeu foi nome de algum político, de um rei, de um aristocrata? Que nada! Santiago Bernabéu Yeste, nasceu em Almansa em 8 de junho de 1895 e faleceu em Madrid em 2 de junho de 1978. Jogou pelo Real Madrid. Tornou-se empresário e posteriormente Presidente do clube, sendo considerado o maior presidente da história do clube. Quando jovem foi soldado ao tempo da Guerra Civil Espanhola.

Ainda na Península Ibérica, a nossa querida Portugal, os dois mais importantes estádios de lá têm denominações absolutamente distante de pessoas: um chama-se O Dragão e o outro Estadio da Luz.

Este último é conhecido também como “A Catedral”, aí um nomem bonito.

O primeiro pertence ao Esport Club do Porto e o outro ao Benfica:




Na França, temos o Parc des Princes, pertencente ao Paris Saint Germain.

Ainda na França, lembramo-nos do Lyon. Seu estádio chama-se Stade Olympique Ives Du Manoir. Epa! Ives Du Manoir, pode ser o nome de um político importante! Não é! Ele foi um aviador e jogava rúgbi pela seleção francesa desse esporte. Foi morto em um acidente de avião em 2 de fevereiro de 1928. Tinha apenas 23 anos.

Outra história interessante sobre nome de estádios na França é o Roland Garros. Pouca gente sabe por que esse extraordinário complexo de tênis chama-se Roland Garros. Até o pessoal ligado a esse esporte desconhecia o fato. Tem esse nome em homenagem a um aviador, heroi nacional.


Do outro lado, na Inglaterra, o mundo se encanta com o novo estádio de Wembley. Tem esse nome porque está localizado em Wenbley, ao norte de Londres.
Até então, estivemos circulando pelo mundo ocidental. Será que no Oriente, onde os governos nem sempre são democráticos e se faz a vontade imperial de seus dirigentes, os estádios de futebol tem o nome de seus presisdentes e governadores?
Não tem. Pasmem! Na Chima, por exemplo, temos o belíssimo estádio da foto adiante.

Ele foi visto pelo mundo inteiro quando da realização das Olimpiadas naquele País.
 
Chama-se, “simplesmente” Estadio Nacional de Pequim”.

Toda essa longa história deve-se a um fato, aliás, dois fatos: quando da escolha do novo nome que se daria ao Estadio da Fonte Nova que se constroi com vistas à Copa do Mundo de 2014, aventaram chamá-lo de "Estádio Presidente Luiz Inacio Lula da Silva".

Pelo amor de Deus! Uma coisa não tem nada haver com outra coisa. O nosso governador, Jacques Wagner, foi absolutamente contra e mais: também foi contra quando sugeriram que o estádio poderia chamar-se “Estádio Governador Jacques Wagner”. Vocês estão malucos? Teria dito. Parabéns governador! Isso quebra uma inclinação comun e antipática em nossa terra. Acabamos de historiá-la. O caso do complexo esportivo da antiga Fonte Nova é emblemático: num mesmo lugar o nome de três governadores. Algo fora do comun.
 
Emquanto isto, a nova Fonte Nova está entre dois nomes, nomes que o grande público haverá de chamá-la abreviadamente, como sempre fez: Estadio da Fonte Nova ou Arena Fonte Nova, ou menos ainda: FONTE NOVA. De relação ao nome Arena da Fonte Nova, uma das construtoras já está chamando assim; pelo menos é o que indica uma placa colocada na cerca de madeira que envolve a construção do estádio. Não deveria! Parece-nos que o projeto indica Estádio da Fonte Nova, mantendo uma tradição.
 
De qualquer sorte, lembramos a todos o significado de ARENA. Em latim significa AREIA, mas uma areia que não nos agrada e nem a ninguém. Refere-se àquela areia que era colocada no piso para encobrir o sangue dos animais mortos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário