ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

terça-feira, 17 de maio de 2011

AV. 7 DE SETEMBRO – ROSÁRIO E MERCÊS

É super interessante e curioso saber que o trecho da atual Avenida 7 de Setembro que vai da Praça da Piedade até a Igreja do Rosário era antigamente uma rua chamada Rua Conselheiro Pedro Luiz e como toda a rua tinha suas limitações. Esta, então, era interrompida cerca de 100 metros à frente pela Igreja do Rosário.

Mas, como assim? Verdade! A Igreja do Rosário interrompia o trajeto da rua com suas paredes monumentais. Desviava-a para a esquerda ou para a direita e prosseguia adiante, possivelmente com outro nome.

Esse tipo de interrupção já aconteceu em São Pedro, quando a Igreja do mesmo nome se situava de frente para a Praça Castro Alves, obrigando os acessos se desviarem para os lados.
Vejamos como era a coisa:





A segunda foto foi tirada no momento de uma procissão no local. Na primeira foto temos um bonde circulando no local. Não se sabe se esse bonde prossegue pela rua à direita ou faz a volta em frente à igreja.


Um pouco mais atrás, no princípio da atual Avenida 7 de setembro, na famosa Ladeira de São Bento, algo semelhante aconteceu. O efetivo trajeto da avenida era em linha reta e não em curva poupando o Convento de São Bento, como realmente aconteceu.


Projeto em linha reta – Consequência: demolição do convento. Ai aconteceu uma revolta popular envolvendo o povo de um modo geral, entidades diversas, os padres, lógico, contra a demolição da grande igreja.

E, pela primeira e única vez, o Governador JJ.. Seabra cedeu. Resolveu contornar o templo, provocando uma curva na grande avenida que se pretendia toda reta. Ficou assim:



Projeto em curva – O Monumento foi preservado

Extraordinária foto da Ladeira de São Bento (acervo do Instituto Histórico da Bahia). Ainda não havia sido construído o Edifício Sulacap na esquina com a Rua Carlos Gomes.O prédio pintado de amarelo ocre foi demolido para a construção daquele. Será que compensou?


Daí em diante o governante foi implacável. Botrou abaixo a Igreja de São Pedro e o mesmo fêz com a Igreja do Rosário, ainda que parcialmente. Seguindo em frente, no caso do Convento das Mercês também fez intervenções, afim de permitir o prosseguimento de sua avenida.
O resultado geral foi mais ou menos este:
Figura azul o Mosteiro de São Bento –MANTIDO; Figura roxa a Igreja de São Pedro – DEMOLIDA; Figura vermelha a igreja do Rosário- PARTE DEMOLIDA e por fim a figura rosa, o Convento das Mercês – PARTE DEMOLIDA/PARTE CONSERVADA. A entrada ao centro, representa a Praça da Piedade.

Elementos em fotos dos componentes acima:


Mosteiro de São Bento

Convento Nossa Senhora das Mercês

Convento das Mercês do alto - Enorme!

Convento das Mercês - Como era - 1870
Sendo demolido


Santa Úrsula

Foi fundado em 1735 pela baiana Úrsula Luisa Monteserrate। Inicialmente funcionou como internato até o ano de 1745. Posteriormente como externado -1897. A ordem de Santa Úrsula foi criada na Itália no ano de 1535. A autoria é da camponesa Angela Merici, com o objetivo de "lutar contra as heresiase o espírito pagão e pela expansão do reino de Deus, através da caridade e da educação do sexo".


Igreja do Rosário

No ano de 1689, foi criada a Irmandade de Nossa Senhora do Rosário, erigindo capela fora dos muros da Cidade em 1746. Chamada de capela de Nossa Senhora do Rosário de João Pereira, obtendo o breve de Confraria concedido pelo papa Pio VI no ano de 1779.


Magnífica porta de entrada

Placa comemorativa de "inauguração" da igreja

Nossa Senhora do Rosário

Igreja do Rosário no contexto da Avenida (ao fundo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário