ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

PRAÇA TOMÉ DE SOUZA – 5– ELEVADOR LACERDA

Permita-nos reproduzir o que escrevemos em 2009 sobre o grande equipamento da Praça Tomé de Souza na Cidade Alta e da Praça Cairu na Cidade Baixa.


Elevador Lacerda


Ele nem sempre foi assim।Inicialmente era um plano inclinado। Pouca gente sabe disso! A primeira referência, talvez a única, que se tem desse fato é uma gravura holandesa existente em Haia. Sua função era transportar mercadorias do porto. Chamava-se Guindaste da Fazenda. Na época havia outros guindastes. Os jesuítas construíram alguns para facilitar a construção ou ampliação de seus conventos. Por exemplo, o Guindaste dos Padres, depois transformado no Plano Gonçalves. A Santa Casa da Misericórdia também teve seu guindaste entre 1630 e 1690. O Convento de São Bento também teve o seu por volta de 1813. Em Santa Tereza existia um guindaste com o nome do convento. Existia também o Guindaste do Pilar. Isso durou até 1860, quando os guindastes foram desativados.

Em 8 de dezembro de 1872, dia de Nossa Senhora da Conceição da Praia, foi entregue à população o primeiro ascensor da cidade. Era uma torre de 58 metros de altura. Foi feita uma perfuração na rocha na base da Ladeira da Montanha e surgiu o então Elevador da Conceição, também conhecido como Elevador do Parafuso.

Elevador da Conceição

Posteriormente, na sua fachada, a Fratelli Vita anunciava: "CAZOSAS? SÓ DE FRATELLI VITA”. Com “Z” mesmo. Pura verdade da época! Gramatical? Talvez. Gosto da época? Com certeza! Hoje, não se escreve gasosa com "z" e os sabores são outros. Alguns até duvidosos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário