ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

PRAÇA DA SÉ - 4

Na Praça da Sé há que se destacar da Bahia Antiga somente o Palácio do Arcebispado, visto abaixo:

Palácio do Arcebispado

Ao seu lado esquerdo ficava a Igreja da Sé, destruída em 1933. Ela tomava quase todo um lado onde é hoje a Praça da Sé. A foto após a igreja dá bem uma idéia dessa extensão.

Igreja da Sé

Restos da igreja demolida। Quase na mesma direção da lateral da hoje Catedral de Salvador, três ou quatro metros menos. A foto seguinte nos dá uma melhor idéia:

A frente era voltada para o mar, logo o que o gradeado está a proteger seria o fundo da igreja. Por aí corria uma rua. Como era chamada? Somente dois nomes são citados pelos historiadores nos então existentes dois quarteirões de casas que foram destruídos para a construção da Praça da Sé: Rua Direita e Rua do Colégio.

Vamos começar, tentando encontrar um espaço para a nossa Rua Direita. Se olharmos a hoje Praça da Sé como estamos vendo na foto acima – Catedral ao fundo – a Rua Direita seria esta.

Se, entretanto, olharmos a mesma praça em sentido contrário, a Rua Direita ficaria do lado da antiga Igreja da Sé, não é verdade?



De quem olha da catedral para os lados da Misericórdia. O Arcebispado está à direita do qual pode se vê parte do telhado.

Mas há um indício marcante nessa determinação. A outra rua chamava-se Rua do Colégio. Porquê? Porque se dirigia diretamente para o Colégio dos Jesuítas situado no Terreiro de Jesus, ao lado da hoje Catedral Basílica.

Colégio dos Jesuítas à direita da Catedral



Logo, pelo que estamos vendo, a rua que se dirigia diretamente para o Colégio dos Jesuitas não poderia ser outra senão o da figura 4. O colégio ficava em frente.

Consequentemente a Rua Direita seria do outro lado, À direita de quem vem da Catedral em direção ao centro da cidade - Rua da Misericórdia. Passava onde se encontra hoje o Cinema Excelsior. Antes era um casario na beirada do morro.

Consubstanciando essa hipótese, valem lembrar que as chamadas ruas "direitas" na maioria das capitais do País - São Paulo tem uma famosa - segue um percurso à direita de alguma coisa conhecida, no caso um entroncamento: "pegue a sua direita"; "à direita do Ed. Sulucap" - seria a Rua Carlos Gomes; "à direita do antigo Adamastor, seria a Rua d"Ajuda. Com o tempo a rua poderia ser chamada de direita".
Interessante é que não se connhece nenhuma rua Esquerda. Deve dá azar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário