ATÉ HOJE JÁ TIVEMOS MAIS DE 400 MIL CONTATOS

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

SUBÚRBIO FERROVIÁRIO DE SALVADOR – 11 PLATAFORMA QUERIDA

Outro dia peguei um trem na Calçada pensando ir até Paripe. Aliás, já contei essa história em postagem anterior, mas sem os detalhes que agora me permito colocar.

Quando o trem chegou em Santa Luzia do Lobato, extranhamente todo mundo saltou, menos eu. Não fosse um vendedor ambulante na mão do qual havia comprado uma pastilha, e estaria voltando para a Calçada.

- O senhor vai voltar?
- Voltar?
- Esse trem só vem até aqui. Agora o senhor tem que pegar um ônibus, saltar em Plataforma e lá pegar outro trem que o levará à Paripe.
- Porque isto?
- A Ponte São João está quebrada.

Peguei o tal do ônibus. Andou pela Suburbana e no trevo, curvou à esquerda em direção à Plataforma.

Efetivamente, havia um trem esperando os passageiros que chegavam e outros que vieram pelo Terminal Marítimo. Pensei no retorno. Seria o mesmo sufoco ou ainda pior. Sairia de Paripe, pararia em Plataforma e de lá, no velho ônibus, iria à Santa Luzia do Lobato para daí em outro trem, chegar à Calçada.

Claro que desisti. Resolvi pegar um saveiro a motor no Terminal Marítimo que me deixaria na Ribeira.



Terminal Marítmo de Plataforma

Corredor (ponte)

Saveiro atracado no Terminal Marítimo de Plataforma

Penha do outro lado


Uma das marinas da Ribeira

Terminal Marítimo da Ribeira

Foi até bom. Precisava conhecer o serviço. Muito bom! Agradabilíssimo. Você vê a Penha do outro lado com sua extraordinária beleza.

E como ninguém é de ferro, aproveitei para tomar um sorvete na Sorveteria da Ribeira, tradicional estabelecimento do gênero.

Sorveteria da Ribeira

Interior

Criada em 1931 pelo italiano Mario Tosto, o projeto, a princípio, tinha a idéia de ser uma pizzaria. Depois, em 1964, a administração passou para o espanhol José Lourenzo (falecido há dois meses) que definiu o espaço como sorveteria.

Nesta época o grande programa da juventude de Itapagipe era passear no calçadão da balaustrada, em frente à sorveteria. Os rapazes ficavam sentados na balaustrada que era alta e as moças - como sempre - desfilivam sua beleza. De vez em quando, ia-se à sorveteria

2 comentários:

  1. Gostei Boa Sorte! Que todos os Santos da Bahia de Todos os Santos e Santas na Pessoa Santíssima da Sabedoria do cristo nos abençôe! Gostaria de que você revisse o Parque de São Bartolomeu e me desse a chance de luta em favor de Um CAPS - Centro Psicosocial naquelas bandas. Dizem que o próximo é em Coutos mas Plataforma, São Bartolomeu é grande como sabe e não temos esse atendimento.

    Outro assunto diz respeito para que o Governo lembrnado o WEterno Sermão do jesuíta Antonio Vieira - o Sermão pela Liberdade aquele dito no São Bartolomeu. Se não for pedi muito será que consegue relembrar as palavras daquele Sermão? Lá haviam índios Tupinanbás e Negros do Quilombo do Urubú. Te agradeço muito.Rita.

    ResponderExcluir
  2. O Busto ou o corpo todo do Jesuíta Antônio Vieira será bemvindo no Parque de São Bartolomeu. Vamos nesse grito? Justifica-se para não esquecermos a quem muito amou nossa Bahia.

    ResponderExcluir